Urban Taste

Viva a cidade. Saboreie experiências.

Ficou o fim de ano em SP? Veja 5 expos imperdíveis que estão em cartaz

Adriana Terra

Colaboração para o UOL, de São Paulo

26/12/2017 07h01

Para quem vai aproveitar o período de folgas de fim de ano em São Paulo, seja morador ou visitante, algumas exposições concorridas seguem em cartaz na cidade. Ótima oportunidade de visitar aquela mostra que você queria -- com sorte, com mais tranquilidade que em outros períodos do ano. Abaixo, fizemos uma pequena seleção, vai lá;

Divulgação
Obra do japonês Keisai Eisen que integra a exposição Imagem: Divulgação

Histórias da Sexualidade no MASP

Em cartaz desde outubro, a exposição cujo objetivo é estimular um debate sobre sexualidade cruzando épocas, geografias e meios, tem mais de 300 obras de artistas como Edgard Degas, Maria Auxiliadora da Silva, Pablo Picasso, Paul Gauguin, Suzanne Valadon, Leonilson, Adriana Varejão, reunindo da arte pré-colombiana à arte moderna, da chamada arte popular à arte contemporânea, da arte sacra à arte conceitual, incluindo arte africana, asiática, europeia e das Américas. São pinturas, desenhos, esculturas, fotografias, vídeos, publicações. Além desta grande mostra, é possível visitar no Masp na mesma época exposição com desenhos do brasileiro Tunga, "Corpo em Obras", que também enfoca sexualidade.

Vai lá:
Onde: Masp - av. Paulista, 1.578
Quando: até 14 de fevereiro; de ter. a dom., das 10h às 18h; qui., das 10h às 20h.
Quanto: R$ 30 (grátis às terças).
Classificação: 18 anos

Reprodução
Fotografias do músico que fazem parte da mostra Imagem: Reprodução

Renato Russo no MIS

A trajetória do vocalista do Legião Urbana (1960-1996) é lembrada nesta exposição idealizada e concebida pelo Museu da Imagem e do Som, que visa prestar uma homenagem ao artista. Por meio de uma experiência imersiva, a vida e a obra do músico são lembradas em objetos pessoais, peças de vestuário, fotografias, manuscritos, instrumentos musicais, documentos escolares, desenhos, cartas de fãs, além de prêmios, fanzines, folhetos e impressos variados. A mostra busca exibir também outras facetas do músico, que além de também produziu desenhos e pinturas, bem como uma peça de teatro e projetos audiovisuais. Particularidades como suas coleções de anjos e de baralhos de tarô também podem ser vistas.

Vai lá:

Onde: MIS - Av. Europa, 158.
Quando: até 28 de janeiro; de terça a sábado, das 10h às 21h; aos domingos e feriados, das 9h às 19h.
Quanto: R$ 12 (grátis às terças).

Divulgação
"Cem Monas", de Nelson Leirner, que integra a mostra Imagem: Divulgação

Ready Made in Brazil na FIESP

A exposição traça um panorama histórico da influência do readymade na produção artística brasileira. O conceito, introduzido no país na década de 1960, consiste na ressignificação de objetos comuns, sem um valor estético específico, quando deslocados para o espaço expositivo, a exemplo de "A Fonte" de Duchamp. A mostra tem obras de artistas brasileiros importantes como Bispo do Rosário, coletivo Chelpa Ferro, Nelson Leirner, Regina Silveira.

Vai lá:
Onde: FIESP - Av. Paulista, 1313.
Quando: até 28 de janeiro; segunda a domingo, das 10h às 20h.
Quanto: gratuito.

Divulgação
"1395 Days Without Red", vídeo de Sala Imagem: Divulgação

Anri Sala no IMS

Localizado também na avenida Paulista, o novo centro cultural da cidade exibe o trabalho do albanês Anri Sala, um dos artistas contemporâneos de maior destaque no cenário atual. "O Momento Presente", nome da exposição, tem sobretudo videoinstalações, explicitando a dimensão política e também sensível do trabalho do artista. Quem for ao local pode aproveitar e visitar outras três exposições em cartaz no local, uma delas com fotografias de Robert Frank pelos EUA da década de 1950 -- essa vai apenas até 30 de dezembro, é bom correr.

Vai lá:
Onde: IMS - Av. Paulista, 2424.
Quando: até 25 de março; de terça a domingo e feriados, das 10h às 20h; quintas, das 10h às 22h (exceto nos dias 24, 25 e 31 de dezembro, e 1º de janeiro).
Quanto: gratuito.

Divulgação
Fotografia do vídeo "The Route", de Chieh-Jen Chen Imagem: Divulgação

Levantes no Sesc Pinheiros

A exposição que enfoca as emoções coletivas tem caráter transdisciplinar e busca cobrir as diferentes formas de representação dos levantes, atos populares, políticos, engajados nas transformações sociais, revoluções. A mostra é proposição do filósofo e historiador da arte  francês Georges Didi-Huberman e reúne instalações, fotografias, pinturas, documentos, vídeos. Reproduções de trabalhos de Duchamp, Man Ray, textos de Baudelaire, Oswald de Andrade, entre outros, compõem a mostra.

Vai lá:
Onde: Sesc Pinheiros - R. Paes Leme, 195 (2º andar)
Quando: até 28 de janeiro; de ter. a sex., das 10h30 às 21h30; aos sáb., das 10h30 às 21h; dom. e feriados, das 10h30 às 18h30.
Quanto: gratuito

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Urban Taste

Topo