Urban Taste

Viva a cidade. Saboreie experiências.

Fugindo do bloquinho: 10 passeios em SP para quem não é fã de Carnaval

Simon Plestenjak/UOL
É fugir da folia que você quer, @? Aqui tem! Imagem: Simon Plestenjak/UOL

Lígia Nogueira

Colaboração para o UOL

09/02/2018 04h00

Nos últimos anos, São Paulo vem se tornando destino certo para os carnavalescos graças a uma programação intensa de bloquinhos à altura de outras cidades onde a folia é um estado de espírito permanente. Se não for o seu caso, a capital paulista também tem opções culturais para curtir o feriado longe do glitter e da serpentina.

Confira abaixo um roteiro com passeios, exposições, shows, teatro e mostras de cinema para fazer a alegria de quem foge do Carnaval.

Exposições

Jean-Michel Basquiat no CCBB

Divulgação
Imagem: Divulgação

Basquiat nasceu em Nova York em 1960 e morreu jovem, aos 27 anos, de overdose. Filho de pai haitiano e de mãe descendente de porto-riquenhos, descobriu cedo o talento para as artes e teve uma carreira curta, porém brilhante. Seu trabalho pulsa no ritmo da cidade, em sintonia com a música, a política e a literatura – e coloca o negro como protagonista. A mostra no CCBB reúne mais de 80 peças, entre quadros, desenhos, gravuras e pratos pintados.

Vai lá:
Rua Álvares Penteado, 112, Centro (estações Sé e São Bento do metrô)
Qua a seg, das 9h às 21h. Grátis

Chichico Alkmin, fotógrafo no IMS

Chichico Alkmim/ Acervo Instituto Moreira Salles/ Divulgação
Imagem: Chichico Alkmim/ Acervo Instituto Moreira Salles/ Divulgação

Inaugurada recentemente na Avenida Paulista, a sede do Instituto Moreira Salles merece uma visita por si só. Aproveite o passeio para ver a mostra de fotografias de Francisco Augusto Alkmim (1886-1978), que retratou a paisagem e os habitantes de Diamantina ao estabelecer-se na cidade depois de viajar por Minas Gerais vendendo joias com o pai. Há registros de trabalhadores ligados ao garimpo e ao comércio, além de cenas de casamentos, batizados, funerais e festas populares.

Vai lá:
Avenida Paulista, 2424, Bela Vista
Ter a dom (exceto quintas), das 10h às 20h. Qui (exceto feriados), das 10h às 22h. Grátis

Música

Bulldozer convida Ximbinha e Lucas Estrela no SESC Belenzinho

Nicolas Cabrera/ Divulgação
Imagem: Nicolas Cabrera/ Divulgação

A partir de beats eletrônicos, o trio colombiano Bulldozer, formado por Fabián Morales (guitarra, voz e programação), Adela Espitia (voz e percussão) e Sandro Londoño (tambores e voz), apresenta um caldeirão de ritmos dançantes que mistura elementos de cumbia, funk e rock. O grupo estreia em São Paulo com um show na Comedoria com participação dos convidados Lucas Estrela – um dos nomes da cena paraense para se ficar de olho – e Ximbinha, guitarrista, produtor e compositor que ficou famoso com a extinta banda Calypso.

Vai lá:
R. Padre Adelino, 1000, Belenzinho (próximo ao metrô Belém)
Sexta, 9/2, às 21h30. R$ 20

Metanol convida Antiline, Victoria Ortiz e Gabriella Garcia 

Divulgação
Imagem: Divulgação

Na primeira edição do ano, a festa Metanol – promovida pela rádio online e coletivo Metanol FM – recebe live PA da produtora Antiline, do selo Meia-Vida, de Curitiba, DJ set de Victoria Ortiz, do núcleo paulistano Caldo, e a ambientação imersiva da artista plástica Gabriella Garcia. Na seleção musical, house, acid, lo-fi e sonoridades autorais, selecionadas pelos integrantes Akin, Vekr, Kakubo, MJP e Soul One e demais convidadas.

Vai lá:
R. Dom José de Barros, 337, Centro (metrô República)
Sexta, 9/2, das 23h às 6h
R$ 15 (online) e R$ 30 (em dinheiro, na porta do evento). Entrada franca para cadeirantes e aniversariantes do mês de fevereiro

Passeios

Farol Santander

Rafael Roncato/ Folhapress
Imagem: Rafael Roncato/ Folhapress

O novo espaço cultural instalado no icônico edifício Altino Arantes, no centro da cidade, tem atrações que ocupam 18 dos 35 andares do prédio de 162 metros de altura, que por um período foi a maior estrutura de concreto armado da América do Sul. O destaque continua sendo o mirante do 26º andar, onde agora funciona uma unidade da Suplicy Cafés com capacidade para 70 lugares.

Mais abaixo, dois andares são dedicados a exposições de arte imersiva, com artistas nacionais e internacionais. Estão em cartaz as mostras "Belo, Transitório, Intangível e Finito", com a obra inédita "Diurna", da artista brasileira Laura Vinci, no 22º andar e, no 23º, a instalação "O Dia que Saímos do Campo (The Day We Left Field)", do coletivo russo Tundra. O 21º andar ganhou uma pista de skate idealizada por Bob Burnquist em uma área de 300 m² com vista para a cidade e um circuito com rampas e obstáculos.

Vai lá:
R. João Brícola, 24, Centro (estação São Bento do metrô)
Terça a domingo, das 9h às 19h
A partir de R$ 15. Ingressos pelo site e na bilheteria do local

Planetário do Parque Ibirapuera 

Divulgação
Imagem: Divulgação

É possível vislumbrar as maravilhas do céu ocultas pela poluição da cidade em pleno Parque Ibirapuera, na zona sul. As quatro sessões diárias do Planetário permitem ao visitante explorar os corpos celestes mais fascinantes, a exemplo dos objetos visíveis na noite da data de inauguração do espaço, em janeiro de 1957, como Marte, a constelação de Órion e o Cruzeiro do Sul, terminando com uma chuva de meteoros na madrugada.

Vai lá:
Av. Pedro Álvares Cabral, portão 3, Ibirapuera
Sábado, domingo e feriado de Carnaval (12 e 13/2), sessões às 13h, 15h, 17h e 19h
Tel.: (11) 5575-5206
Grátis (senhas distribuídas uma hora antes do horário das sessões)

Parque da Juventude 

Divulgação
Imagem: Divulgação

Uma extensa área verde, quadras para praticar esportes e uma biblioteca com 40 mil itens estão entre os atrativos do parque construído no local que abrigou o extinto Carandiru. São oito quadras poliesportivas, duas quadras de tênis, pistas de skate, ciclovia, playground, pista para caminhada e corrida e estações de ginástica, além de restaurante, lanchonete e locais para fazer piquenique. Com tantas opções, você vai até se esquecer de que é Carnaval em SP.

Vai lá:
Av. Cruzeiro do Sul, 2.630, Canindé (estação Carandiru do metrô)
Diariamente, das 6h às 18h (área verde) e das 6h às 22h (área esportiva). Grátis

Cinema

Contra o Tempo, Heist Cinema no CCSP 

Divulgação
Imagem: Divulgação

Sábado (10/2) é o último dia para curtir a mostra de cinema "Contra o Tempo, Heist Cinema", no Centro Cultural São Paulo. O festival dedicado aos heistmovies – um subgênero do cinema de ação que, em geral, narra a trajetória de um criminoso – apresenta filmes de perseguição de carros, assalto a bancos e contrabando. A programação do dia conta com os longas “Viver e Morrer em Los Angeles” (1985), com direção de William Friedkin, às 15h, e “Bom comportamento” (2017), dirigido por Ben Safdie e JoshuaSafdie, e com Robert Pattinson no papel do protagonista, às 19h30. Às 17h15 haverá um debate com o crítico Filipe Furtado, redator da revista "Cinética", com entrada franca.

Vai lá:
R. Vergueiro, 1000, Paraíso (estação Vergueiro do metrô).
Sábado, 10/2, 15h, 17h15 e 19h30.
R$ 2 (a bilheteria abre uma hora antes da primeira sessão do dia)

Mostra Dias de Cine Esloveno na Cinemateca 

Divulgação
Imagem: Divulgação

Esqueça o Carnaval lá fora e viaje para a Eslovênia sem sair da cidade. Esta é a proposta da mostra Dias de Cine Esloveno na Cinemateca, que, além de salas de cinema e biblioteca, oferece aos visitantes um jardim com bancos e mesas ideais para um piquenique com vista para árvores frutíferas e esculturas. Ao todo, serão exibidos sete longas-metragens representativos da produção cinematográfica eslovena da última década – todos inéditos em São Paulo.

Vai lá:
Largo Senador Raul Cardoso, 207, Vila Clementino
Grátis (os ingressos serão distribuídos uma hora antes da sessão)

Teatro

O Jardim no teatro João Caetano 

Divulgação
Imagem: Divulgação

"O Jardim" – terceira montagem da Cia. Hiato e que rendeu a Leonardo Moreira o prêmio APCA de melhor direção em 2012 – estreou há sete anos e desde então já passou por importantes festivais de teatro nacionais e internacionais. No espetáculo, em que o público fica em arquibancadas no palco, três histórias que se passam em tempos diferentes se cruzam, se sobrepõem e se chocam para formar uma paisagem a ser contemplada pelo espectador. "Um jardim que une as memórias que perdemos, as memórias que não podem ser apagadas e ainda aquelas que imaginamos", resume o diretor.

Vai lá:
R. Borges Lagoa, 650, Vila Clementino
Sexta e sábado às 21h; domingo às 19h
R$ 20 (ingressos disponíveis na bilheteria do teatro -- com uma hora de antecedência ao início da apresentação -- e também pelo site)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Urban Taste

Topo