Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.

Saiba onde comer coxinhas exóticas (e deliciosas) em São Paulo

Divulgação
As coxinhas do Noname são recheadas com siri. Bota exótico nisso! Imagem: Divulgação

Luciana Mastrorosa

Colaboração para o Urban Taste, em São Paulo

14/06/2018 04h00

Casquinha dourada e crocante, massa macia e recheio suculento de frango, com ou sem requeijão. Em uma palavra: coxinha (no bom sentido). Tem como melhorar? Para os amantes desse salgado tipicamente brasileiro, herança da cozinha portuguesa por aqui, dá para fazer mil e uma peripécias com a receita tradicional, recriando texturas, sabores e recheios.

Na capital paulista, o que não falta é bom lugar para comer esse petisco. Algumas coxinhas são tão clássicas e deliciosas – como as servidas nos bares Frangó e Veloso – que não vale nem colocar na lista, já ganham a disputa só por existir. Mas há outros bons lugares na cidade que servem coxinhas exóticas, sem abrir mão do sabor, com recheios que levam de galeto assado no lugar do simples frango refogado a até – surpresa – carne moída com molho e queijo, em referência ao sanduba de boteco "buraco quente".

A seguir, veja um roteiro com 5 lugares para comer uma coxinha diferente:

Bar Original

Antonio Rodrigues/Divulgação
Imagem: Antonio Rodrigues/Divulgação
O bar Original é parte da identidade do bairro de Moema, servindo bons chopes e petiscos desde 1996. Em termos de coxinha, inovam com dois recheios que homenageiam a cultura de boteco: costelinha com feijão carioca, couve manteiga e bacon e buraco quente, com carne moída, molho "secreto" e queijo. Por fora, a mesma casquinha crocante e dourada do salgado tradicional. No bar, podem ser pedidas aos pares (2 unidades por R$ 14) ou na porção (5 unidades por R$ 28). Os preços são os mesmos para ambos os sabores.

Vai lá: Bar Original

Rua Graúna, 137, Moema, São Paulo – SP. Tel.: (11) 5093-9486

Le Manjue

Tadeu Brunelli/Divulgação
Imagem: Tadeu Brunelli/Divulgação
Pensou que a onda fit não ia chegar até as coxinhas? Pois chegou. Nas mãos do chef Renato Caleffi, um dos primeiros a trabalhar com o conceito de nutrição funcional no país, o salgado entrou na era da comida saudável. Nas duas unidades do Le Manjue, a coxinha é elaborada com mandioca orgânica, frango natural, cúrcuma, farinha de arroz e flocos de amaranto. Para acompanhar, molho de pimenta ou tomate. A escolha dos ingredientes não é por acaso: todos eles são, além de saborosos, uma forma de contribuir para a saúde e o equilíbrio do corpo. E o chef prioriza o uso de produtos orgânicos em toda a casa. A coxinha fit custa R$ 10 a unidade.

Vai lá: Le Manjue

Rua Domingos Fernandes, 608, Vila Nova Conceição, São Paulo – SP. Tel.: (11) 3034-0631

Rua Vitório Fasano, 49, Jardins, São Paulo – SP. Tel.: (11) 3034-0631

Leia também:

Santo Pão

Thays Bittar/Divulgação
Imagem: Thays Bittar/Divulgação
Bem no meio dos Jardins, a Santo Pão é um mix de padaria, café francês e deli norte-americana. Além dos pães que fazem a fama da casa, a coxinha da Jess (R$ 9 a unidade) se destaca pelo uso da batata-doce na massa. O recheio é feito com frango orgânico e requeijão, trazendo uma cremosidade agradável. Outro diferencial: é assada, e não frita no óleo quente, como pede a receita tradicional.

Vai lá: Santo Pão

Rua Padre João Manuel, 968, Jardim Paulista, São Paulo – SP. Tel.: 11 2309-5594

Noname Boteco

Divulgação
Imagem: Divulgação
Numa esquina movimentada da rua dos Pinheiros, o público do Noname Boteco sempre acaba invadindo a calçada com drinques nas mãos e um petisco para acompanhar. E que petisco! A casa, comandada pelo empresário sul-coreano Ryan Kim, faz uma das coxinhas mais exóticas da cidade, recheada com siri. Pequenas e delicadas, fritas na gordura quente até ficarem douradas, as coxinhas têm um recheio supercremoso (porção com 7 unidades, R$ 23). Acompanhamento ideal para cerveja bem gelada.

Vai lá: Noname

Rua dos Pinheiros, 585, Pinheiros, São Paulo – SP. Tel.: (11) 3083-2329

Bagatelle

Pati Barreto/Divulgação
Imagem: Pati Barreto/Divulgação
Quem diria que coxinha também é coisa de francês... No Bistrô Bagatelle, nos Jardins (uma das unidades mundiais da marca), a porção do salgado mais amado do Brasil foi batizada de Les "Coxinha" de Janine (4 unidades, R$ 36). São minicoxinhas bem empanadas e douradas, recheadas com galeto assado e cogumelo shiitake. Para acompanhar, um molho tipicamente francês, o béarnaise, à base de manteiga e estragão.

Vai lá: Bagatelle

Rua Padre João Manuel, 950, Jardins, São Paulo – SP. Tel.: (11) 3062-5870

Mais Cultura e lazer