Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.

Bares e baladas na Zona Oeste de SP para curtir a noite fora do hype

Mariana Belley

Colaboração para o Urban Taste, em São Paulo

05/07/2018 04h00

Os paulistanos já sabem e os turistas não demoram a descobrir: o circuito baladeiro de São Paulo tem rota conhecida, e seu trajeto na Zona Oeste engloba principalmente Vila Madalena, Pinheiros e Vila Olímpia. Por se tornarem pontos de referência dos embalos noturnos, esses bairros concentram, não à toa, um sem número de bares e baladas de diversos estilos, tamanhos e preços.

Mas a ideia aqui é desviar dos caminhos muito percorridos e buscar destinos em bairros diferentes da Zona Oeste, dona das noites mais efervescentes e famosas da cidade. São redutos que também têm estabelecimentos com boas festas, shows, ótima curadoria musical, drinques diversos, cervejas, petiscos e tudo o que você espera de uma noitada animada.

Fatiado Discos

Divulgação/Facebook
Imagem: Divulgação/Facebook

Tudo começou com uma pequenina loja de discos na rua Havaí. O movimento e a alta demanda fizeram o espaço se transformar, mudar de endereço e evoluir para uma casa na avenida Professor Alfonso  Bovero, que une cerveja artesanal a vinis -- claro! -- e festas que tocam artistas referência em soul, reggae, rockabilly, punk nacional e MPB. A casa tem um terraço que acomoda cadeiras de praia, bancos e uma churrasqueira de onde saem lanches e petiscos. A vista para o bairro é outro diferencial. Apesar dos prédios, o pôr do sol é lindo!

Vai lá:
Avenida Professor Alfonso  Bovero, 382, Pompeia.
Terça a sexta, das 15h às 22h30.
Sábado e domingo, das 14h às 22h30.
Telefone: (11) 2893-7820

Olga 17

Divulgação
Imagem: Divulgação

Lá tem de tudo: shows musicais, exposições, oficinas de arte e cultura, cinema... Além de um lounge bar e um auditório. No térreo funciona o restaurante Soul Pax, com hambúrgueres e sua mercearia cool com frutas, legumes e vinhos. No andar de cima é onde acontecem os shows e festas, como o projeto On the Rocks, uma das mais icônicas da cidade, em que se apresentam DJs de gabarito. O bar é outro ponto alto com vários drinques. Além da programação normal, o espaço também abriga projetos esporádicos como a festa Chacoalha Bichona.

Vai lá:
Alameda Olga, 217, Barra Funda.
Segunda a sábado, das 11h30 às 15h30 e das 17h30 às 22h30.
Sextas a partir das 23h.
Telefone: (11) 3663-5444

IPo Bar

Lili Reis / Divulgação
Imagem: Lili Reis / Divulgação

O bar nasceu há 2 anos e é resultado do sonho de cinco sócios. Por lá, o cliente vai encontrar drinques como o Cais na Folia, com gin, citrus caseiro, abacaxi, noilly prat, chartreuse amarelo e grapefruit (R$ 33). Para comer, há porções, lanches e pratos. Aos sábados tem feijoada com chorinho. Só chegar! A entrada é sempre gratuita.

Vai lá:
Rua Mota Pais, 32, Lapa.
Terça a sexta, das 19h à 1h.
Sábados a partir das 13h.
Grátis.
Telefone: (11) 3853-6178

Breve

Lucas Sant'Ana / Divulgação
Imagem: Lucas Sant'Ana / Divulgação

Da união dos sócios do extinto Neu Club com os comandantes do selo musical Balaclava Records nasceu o Breve, misto de bar e casa de shows no coração do bairro da Pompeia. A casa tem programação contínua de shows de artistas independentes com trabalho autoral.

Vai lá:
Rua Clélia, 470, Pompeia.
Das 19h às 23h59 quando há evento.
Entrada de R$ 15 a R$ 20.
Confira a programação no Facebook.

Club V.U.

Divulgação
Imagem: Divulgação

É um mix de bar de coquetelaria clássica com clube noturno. Sua estética e conceito foram inspirados nas canções da banda nova-iorquina Velvet Underground, em seu icônico líder Lou Reed e no artista pop Andy Warhol, mentor da banda. A casa de rock'n'roll e suas vertentes abriu as portas na Barra Funda no fim de 2017 e é um ótimo destino para dançar noite a dentro, ou papear nas confortáveis poltronas e sofás que ficam espalhadas pelo salão.

Vai lá:
Rua Lavradio, 559, Barra Funda
Segunda e terça abre às 20h.
Quinta a sábado, às 22h.
Entrada ou consumação: R$ 10 a R$ 50.
Telefone: (11) 3661-2095 

Veja também:

Mais Cultura e lazer