menu
Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.

Aonde vamos? Dicas para decidir aonde levar o crush no primeiro encontro

iStock
Imagem: iStock

Carolina Rossini

Colaboração para o Urban Taste, em São Paulo

08/08/2018 04h00

Há quem diga que a definição de relacionamento é: duas pessoas constantemente tentando escolher o que comer ou a qual lugar ir, durante anos, até que a morte os separe. De fato, decidir o que fazer no date nunca é uma tarefa fácil, mas e quando falamos sobre o primeiro encontro? Aí a tensão aumenta, claro.

Tudo fica ainda mais difícil quando o date é com aquela pessoa que você acabou de conhecer no Tinder, Grindr, Happen, Bumble, Brenda… Vocês nunca se relacionaram antes, não têm intimidade e precisam eleger o palco para esse primeiro show (preferencialmente sem torta de climão). Então como combinar a primeira saída com o seu match?

Nessa hora, rola aquele mix de pensamentos: você quer causar uma boa impressão, mas não quer impor sua vontade. Sabe que só se vive uma vez e, ao mesmo tempo, faz as contas para saber quantos dias faltam para cair o salário. Será que aquele pé sujo é sujo demais? Mas esse lugar arrumadinho não é muito coxa?

Veja também:

Conversamos com 20 pessoas e compartilhamos aqui os melhores relatos, estratégias e dicas práticas de cada um. Assim fica mais fácil escolher onde vai rolar o primeiro date. Agora, se a noite vai ser um sucesso ou não, isso depende só de você.

Reprodução/Her.ie
Imagem: Reprodução/Her.ie

Preferências

Observamos as predileções mais comuns entre os entrevistados e listamos abaixo os principais pontos em jogo quando se trata de primeiro encontro.

ELAS gostam de:

  • Ter a preferência na escolha;
  • Locais movimentados;
  • Boa relação custo/benefício;
  • Ambientes visualmente agradáveis.

ELES gostam de:

  • Ambiente descontraído, mas que mostre cuidado na escolha;
  • Locais com música ou mais movimentados;
  • Bares com drinques variados;
  • Petiscos bons para dividir.

A voz da experiência

Durante nossas conversas com os entrevistados ouvimos alguns casos que podem dar aquela ajudinha na hora de decidir o que fazer no primeiro encontro. Abaixo você confere algumas dicas úteis.

Thinkstock
Imagem: Thinkstock

Lusco-fusco é o segredo
Raquel, 32 anos, agente de viagens
Tem duas coisas que levo em consideração na hora de marcar um encontro com um cara que eu não conheço ainda: o local e a iluminação. Sempre indico um lugar de confiança e perto de casa (nesse caso, para o Uber ficar mais barato!). Se for possível, gosto de luzes mais baixas, o que já cria um ambiente romântico e facilita para todo mundo. Se o cara quer sugerir, não sou taxativa, mas pergunto para meus conhecidos se já ouviram falar do lugar e se recomendam também.

Menos é muito mais
Márcio, 29, publicitário
Gosto muito de falar sobre aonde ir porque, como é a primeira vez, também é uma forma de conhecer a pessoa pelo tipo de lugar que ela escolhe. Dou preferência para a mulher, mas se posso, jogo seguro, vou aonde sei que é bom, tudo respeitando o estilo dela, se curte litrão ou se curte algo mais refinado. Gosto de lugares com música ou mais movimentados, o que me obriga a falar mais perto dela.

Sorte no jogo
Mariana, 27, psicóloga
No primeiro encontro (e já tive muitos) eu faço questão de ir a um bar que tenha algum tipo de jogo. É a minha estratégia de conquista (risos)! Sinuca ou até um pebolim valem. A interação cria uma aproximação e a disputa saudável no jogo ajuda a quebrar o gelo. É durante uma atividade recreativa que as pessoas tendem a se abrir, então é uma ótima forma de conhecer melhor a outra pessoa!

Conquistando pelo paladar
Breno, 31, mecânico
Sei que bar é sempre a primeira opção e gosto de ir neles, mas procuro os que têm a melhor comida, mesmo que seja petisco. Faço uma seleção legal, passo para ele avaliar e então tentamos decidir juntos. Mas, se deixarem, eu preparo o date todo, acho que mostra que você se importa. O segredo do petisco é que não é tão íntimo quanto dividir uma refeição e é leve, descontraído. O importante, no final, é que todo mundo esteja curtindo.

Segurança sempre

Reunimos aqui algumas dicas para evitar furadas ou problemas antes, durante e depois do encontro:

  • Antes de tudo, cheque se o crush realmente é quem diz ser. Vale até descobrir se essa pessoa existe de verdade. Não compartilhar fotos ou perfil em redes sociais é um comportamento que merece alerta;
  • Vá por conta própria ao encontro (ou seja, não combine da pessoa te buscar em casa). Transporte público, carona de um amigo ou aplicativos como Uber, por exemplo, são saídas mais seguras para o date não saber onde você mora (pelo menos antes de vocês se conhecerem ao vivo);
  • Escolha um local movimentado, de preferência em uma região próxima de onde você mora ou que você conheça bem, ou que tenha referências na internet;
  • Conte para os seus amigos mais próximos onde você vai e com quem. É uma boa também compartilhar o contato da pessoa com quem você vai se encontrar.

Mais Cultura e lazer