menu
Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.

Um roteiro para os amantes de música comprarem discos de vinil

Lígia Nogueira / UOL
Loja de vinis Tony Hits Imagem: Lígia Nogueira / UOL

Lígia Nogueira

Colaboração para o Urban Taste, em São Paulo

11/09/2018 04h00

Que o vinil continua dando voltas não é novidade. Em plena era do streaming, as vendas de LPs seguem em alta graças a DJs, colecionadores e apreciadores que não abrem mão do formato.

Os números comprovam o sucesso: segundo uma pesquisa realizada pela Nielsen, em 2016 foram vendidas 13,1 milhões de unidades nos EUA; no ano seguinte, esse número subiu para 14,32 milhões – o equivalente a 9% a mais. Além disso, 2017 foi o 12º ano consecutivo de crescimento nas vendas de discos.

Em São Paulo, lojas especializadas suprem a demanda pelos mais diversos gêneros musicais. "A maioria das pessoas que compra da gente desde que abrimos, em 2007, faz parte de um público fiel. Alguns vêm praticamente toda semana e são pessoas que amam música, não necessariamente só LP", diz Katia Pimentel, proprietária da Big Papa Records.

Alguns estabelecimentos vão além da venda de produtos e promovem lançamentos com a presença de artistas, entre outros eventos. Selecionamos a seguir os endereços que não podem faltar em um roteiro para comprar discos na capital paulista.

Patuá Discos

Divulgação
Imagem: Divulgação

MPB, jazz, soul, funk, rock, reggae, rap, afro e latin beats fazem parte do acervo da loja, que vende LPs e compactos novos e usados. Entre eles, uma cópia usada do clássico Survival, de Bob Marley & The Wailers, sai por R$ 80. Sexta é dia de Vai na Fé!, happy hour gratuito com presenças ilustres (DJ  Marky e KLJ, dos Racionais MC’s, já se apresentaram por lá) e lançamentos, boa oportunidade de comprar um vinil e pegar um autógrafo na hora.

Vai lá: 
Rua Fidalga, 516, Vila Madalena
Segunda a sábado, das 11h às 20h. Sexta, até 22h.
Telefone: (11) 2306-1647

Baratos Afins

Com 40 anos completados em 2018, a loja na Galeria do Rock ficou conhecida como ponto de encontro de músicos independentes na década de 1980, época em que também virou selo fonográfico. Fundamental para o cenário do rock nacional, ajudou a alavancar bandas como Fellini, As Mercenárias, e Ratos de Porão. Entre os vinis à venda, uma cópia nova e importada do LP Cilibrinas do Éden, da banda de Rita Lee e Lúcia Turnbull de mesmo nome, sai por R$ 100.

Vai lá:
Centro Comercial Grandes Galerias - Avenida São João, 439, 2º andar, lojas 314/318, República
Segunda a sexta, das 10h às 18h30. Sábado das 10h às 16h.
Telefone: (11) 3223-3629

Galeria Boulevard do Centro

Entre botecos e salões de cabeleireiros, a galeria aparentemente menos movimentada da rua reserva lojas cultuadas no primeiro andar. Discos originais, como A Tábua de Esmeralda (1974), de Jorge Ben, podem ser encontrados por R$ 190 na Celsom. Outras pérolas da MPB, do samba-rock e do soul nacional povoam as prateleiras da Tony Hits e da Chico & Zico.

Vai lá:
Rua 24 de Maio, 188, República
Segunda a sábado, a partir das 11h.
Celsom: (11) 3337-5631
Chico & Zico: (11) 3362-0004
Tony Hits: (11) 3337-7048

Casa Brasilis

Divulgação
Imagem: Divulgação

A loja de Rafa Jazz e DJ Niggas acaba de reabrir em novo endereço, agora próximo ao Sesc Pompeia. Mais do que apenas um sebo de discos de vinil (LPs usados de música brasileira saem a partir de R$ 20), o espaço, que tem bar e uma acolhedora área ao ar livre, também funciona como selo musical e oferece cursos para DJs. O casal de proprietários tem uma máquina fabricada na Jamaica na década de 1960 capaz de gravar compactos de 45 polegadas a partir de arquivos digitais.

Vai lá:
Rua Clélia, 353, Barra Funda
Terça a sábado, das 14h às 22h.
Telefone: (11) 98315-6581

Centro Comercial Presidente

A galeria já viveu tempos melhores no quesito vinil, mas duas lojas atravessam as décadas com boas possibilidades de achados no formato. Especializada em hip hop, R&B, house e pop, a Florida Records oferece discos como o já cultuado A Seat at the Table, de Solange, por R$ 140, além de alguns equipamentos para DJs. Já a London Calling pode agradar aos fãs de rock – edições especiais de LPs do The Cramps, por exemplo, saem a R$ 150, em média.

Vai lá:
Rua 24 de Maio, 116, República
Segunda a sábado a partir das 11h
Florida: (11) 96193-0141
London Calling: (11) 3223-5300

Galeria Nova Barão

Lígia Nogueira / UOL
Lojas de discos de vinil na Galeria Nova Barão Imagem: Lígia Nogueira / UOL

Com a maior concentração de lojas de discos da cidade, a Galeria Nova Barão é reduto de DJs e colecionadores. Que o diga Carlos Galdy Silveira, o Carlinhos, proprietário da Disco Sete: dono de um acervo que vai da música brasileira ao funk, ele recebe estrangeiros toda semana em busca de pepitas em vinil. Outros importantes pontos de venda também estão lá: Big Papa Records (jazz, rock, latin, afro e reggae), Lado C (black music), Locomotiva (indie), Tuca Discos (rock), UP e Vinil SP (MPB), além da recém-aberta Sub Discos (punk), merecem uma visita cuidadosa.

Vai lá:
Rua Sete de Abril, 154, República
Segunda a sábado, a partir das 10h.
Big Papa Records: (11) 3237-0176
Disco Sete: (11) 3231-1193
Lado C: (11) 3313-5313
Locomotiva: (11) 3255-4963
Tuca Discos: (11) 98142-5617
Sub Discos: Mais informações no Facebook
UP LPs: (11) 95059-1584
Vinil SP: (11) 99933-9015

Fatiado Discos

Hambúrgueres grelhados na brasa e chopes artesanais costumam acompanhar as discotecagens na casa – DJ Nuts comanda as picapes todas as quintas, a partir das 18h, com entrada grátis. Música brasileira, soul e rap animam a festa que se estende pela loja até o quintal, na parte dos fundos.

Vai lá:
Avenida Professor Alfonso Bovero, 382, Sumaré
Segunda a sábado, das 17h às 22h
Telefone: (11) 2893-7820

Sensorial

Divulgação
Imagem: Divulgação

Vale a pena conhecer as novas instalações da loja, que agora ocupa um charmoso espaço dentro da Galeria Ouro Velho. As prateleiras de discos – apenas LPs novos, a maior parte de rock e indie rock (R$ 175, em média) – dividem espaço com geladeiras abastecidas com cervejas artesanais: o cardápio lista mais de 20 tipos de IPA, como a Hop Lover, da cervejaria Dogma (R$ 48). Se preferir, escolha um rótulo e desça as escadas para bebericar no bar intimista do subsolo.

Vai lá:
Galeria Ouro Velho - Rua Augusta, 1371, loja 114
Segunda a sexta, das 10h30 às 21h. Sábado das 11h às 20h.
Telefone: (11) 3333-1914

Mais Cultura e lazer