menu
Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.

Drinque Margarita de Terreiro mistura rapadura, banana e tequila

Roberto Seba / Divulgação
Drinque Margarita de Terreiro, do Raiz Bar Imagem: Roberto Seba / Divulgação

Luciana Mastrorosa

Colaboração para o Urban Taste, em São Paulo

09/11/2018 04h00

Já ouviu falar em speak easy? Esse tipo de estabelecimento se originou na época da Lei Seca norte-americana, na década de 1920, quando era proibido comercializar e consumir qualquer tipo de bebida alcoólica. Assim, os lugares que serviam drinques escondido eram chamados dessa forma, algo como "fale baixo", em inglês. O Raiz Bar, em Pinheiros, na Zona Oeste da capital paulista, inspira-se nessa atmosfera. Localizado no subsolo do restaurante Jacarandá, apresenta uma carta que mescla os clássicos da coquetelaria com drinques autorais, criados pelo bartender Laércio Zulu.

A carta foi reformulada recentemente, há menos de um mês, e dentre as novidades está o Margarita de Terreiro, com base de tequila ouro, cordial de banana, rapadura, limão cravo e bitter. "Apostei numa margarita por ser tequila, e o toque de banana entra para trazer um lado mais tropical, latino", diz Zulu. "A rapadura também traz essa referência da América Latina, pois é herança do Brasil Colônia, mas também é comum na América Central, mas lá eles chamam rapadura de 'panela'", acrescenta.

Para criar os drinques, Zulu gosta de simplicidade. Por isso, a inspiração das suas bebidas costuma ser os ingredientes que fazem ou fizeram parte de seu cotidiano. "Gosto do ingrediente comum, mas usado com uma técnica diferente", afirma. "A rapadura é algo bem típico do Nordeste, o limão cravo tem no Brasil todo. Agora transformar isso num ingrediente no bar já não é tão fácil, e isso me atrai". Além desse drinque, o coquetel Banzeiro leva cachaça envelhecida em amburana, açúcar, limão, uma camada de vinho tinto e espuma de gengibre. Há também os clássicos bem executados, como o Negroni, o Old Fashioned e o Bloody Mary.

Veja também:

Os drinques podem ser acompanhados por petiscos e mini pratos presentes na carta enxuta. Para começar, o bolinho de arroz com queijo da Canastra vale a pedida, assim como o sanduíche de copa lombo desfiado com mostarda de Dijon e rúcula. Para apetites um pouco maiores, o mini arroz de camarão e porco com cogumelos defumados agrada, assim como o mini casarecce com berinjela defumada e burrata.

Aprenda a fazer

Margarita de Terreiro, do Raiz Bar

Ingredientes:
60 ml de tequila ouro
20 ml de cordial de banana passa artesanal ou licor de damasco
1 colher (sopa) rasa de rapadura raspada na faca
1 ml de bitter (Angostura) ou a gosto
20 ml de suco de limão cravo
Gelo quanto baste

Ingredientes borda da taça:
20 ml de limão cravo
1 colher (chá) de urucum em pó
1 colher (chá) de flor de sal
20 ml de mel

Modo de preparo:
Antes de fazer o drinque, prepare a taça. Em um recipiente pequeno, de 50 ml, adicione os ingredientes e mexa até obter uma pasta. Use um pincel para fazer uma borda na taça em que o drinque será servido (use uma taça do tipo coquetel ou martíni).
Em seguida, prepare a bebida. Em uma coqueteleira com bastante gelo, adicione a tequila, o cordial ou licor de damasco, o suco de limão, o bitter e bata vigorosamente com gelo. Coe na taça com borda de sal-mel-urucum e sirva.

Vai lá

Raiz Bar
Rua Alves Guimarães, 153, Pinheiros, São Paulo – SP 

Mais Cultura e lazer