menu
Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.


Qual destes bons drinques te representa?

Luiza Sahd

Colaboração para o Urban Taste, em São Paulo

11/12/2018 04h00

Dizem por aí que o Brasil nos obriga a beber. Seja por gosto ou por desgosto, somos chegados mesmo em uma baguncinha regada a drinques. Nesse caso, nada mais justo do que fazer escolhas conscientes: você já se perguntou qual drinque é a sua cara e por quê?

Decida qual é a sua bebida no menu abaixo e veja como ela pode dar pistas sobre a sua personalidade.

Caipirinha

Você é provavelmente um sujeito prático e direto: frescura não é contigo e cachaça é a sua bebida. Além de ser a cara do Brasil, você tem fortalecido o produtor local a cada vez que sofre uma dor de cotovelo ou que o seu time ganha um campeonato. Quando a vida te dá limões, você sabe direitinho o que fazer com eles.

Gin tônica

Apontado por muitos como um drinque "modinha", a verdade é que o gin tônica é a bebida do pessoal que gosta de simplicidade e eficiência. Com teor alcoólico entre 37 e 50%, o gin tem menos açúcar do que a maioria dos drinques e dificilmente causa ressaca quando consumido com algum juízo. Os fãs deste drinque sabem valorizar a praticidade e a despretensão de uma bebida que leva basicamente dois ingredientes.

Cerveja artesanal

Você provavelmente fala mal dos hipsters, mas pode ser que seja um deles. Não faz mal. O seu perfil une tradição (cerveja) e criatividade (notas aromáticas especiais). Em linhas práticas, faz sentido escolher as cervejas artesanais quando a ideia é trocar aqueles vários copos de chope -- que descem feito água goela abaixo -- por uma bebida encorpada e, ainda assim, clássica. Saúde!

Bloody Mary

Escolhas polêmicas não te intimidam, por isso mesmo você continua pedindo este drinque sem dar bola para os detratores. Fora isso, requinte e fome podem ser palavras-chave para definir sua personalidade. O bom Bloody Mary é uma arte e, ao mesmo tempo, uma refeição. Convenhamos: tomate, pimenta e aipo no copo podem ser os ingredientes que farão a tênue diferença entre um final de festa decadente, passando mal, de um final de festa em que você não desceu do salto (embora vire o pé às vezes).

Margarita

Você não é o tipo de pessoa que faz média com as outras. No bar, não seria diferente. Embora possa se exceder um pouquinho, você vai lá no balcão e pede logo a bebida de tequila que pisca. Sua personalidade é provavelmente cativante porque os ébrios mais corajosos costumam ser adoráveis. Continue acreditando em você, mas nunca esqueça de intercalar pelo menos um copo de água a cada Margarita que mandar para dentro.

Vermute

Você não tem medo da velhice. Por isso mesmo, opta pela bebida favorita de nove a cada dez bisavós. Apesar dos estereótipos ligados a esta bebida, você sabe que a juventude está no coração e que não importa o que digam: um bom vermute com azeitonas pode prestar mais do que muita gente por aí.

Espumante

Champanhe, cava, cidra… Com você, o negócio é celebrar -- e quando não há motivos para isso, ainda dá para inventar algum. Muito criticado por escolher a bebida mais afrescalhada de todo o menu em qualquer bar, você provavelmente não dá atenção a quem não curte um espumante porque está sempre ocupado demais sendo lindo. Não esqueça de comer um canapé de vez em quando para evitar a azia, OK?

Mojito

Seu espírito é tropical e sua bebida também. Por você, o mundo virava uma grande festa de salsa, reggaeton, cumbia e todo esse lance aí que favorece o cenário de mexer a cinturinha. Por um lado, sua personalidade deve ser agradável e divertida. Por outro, pensando bem, você está priorizando o concorrente direto da nossa Caipirinha. Pôxa!

Uísque Sour

De personalidade sedutora e talvez até um pouco misteriosa, você é um sujeito que age com elegância no começo da festa mas sempre acaba dando trabalho no final. Quando acontecer de novo, não fique triste: lembre-se sempre que quem sai na chuva -- ou vai para o bar -- sempre acaba se molhando mesmo. Orgulhe-se do seu jeitinho peculiar de ser a alma da festa.

Negroni

O lado amargo da vida não te assusta. Tanto é verdade que, nos momentos de lazer, você vai lá e escolhe a opção mais adulta e parecida com remédio da carta de drinques. Talvez você tenha a tendência de ser muito duro consigo mesmo -- ou talvez todo o resto do mundo só tenha paladar infantil, mesmo. Na dúvida, procure sorrir apesar dos goles amargos que a vida impõe.

Veja também:

Mais Cultura e lazer